Quais as dificuldades ao entrar em um escritório de advocacia? – Mário Esequiel

Mário Esequiel - Mentor da Ex Lege Júnior

Mário Esequiel – Mentor da Ex Lege

Entrevista com Mário Esequiel – 22 de Novembro de 2016

Quais as dificuldades que um bacharel em Direito enfrenta ao entrar em um escritório de advocacia? E quanto são diferentes um pequeno e um grande escritório?

A primeira dificuldade é a dificuldade que todo profissional enfrenta, quando você sai do banco da escola e vai pra vida prática, pois há uma série de coisas que a faculdade não explica. Eu acho que o advogado, inclusive o bacharel em Direito, tem uma vantagem em relação a algumas outras profissões e é a possibilidade de estagiar, por que o estágio no Direito é um estágio muito importante. É importante por que o estudante entra em contato com o dia-a-dia. Estagiando ele não só está aprendendo o que viu na faculdade, mas está aprendendo o dia-a-dia operacional. Mas, de fato, quando o bacharel vira advogado, tira a OAB, começa a lidar com coisas do dia-a-dia prático que ele não teve na faculdade, essa é a grande dificuldade.

Um grande escritório traz vantagens e desvantagens. Eu vejo que um grande escritório é muito organizado e tem um processo de preparar o advogado júnior que passa por treinamentos e orientação em alguns serviços. Em estruturas menos organizadas, ele é jogado na jaula dos leões, “cara, se vira”, como por exemplo, quando se tem que fazer um contrato e não tem nenhum modelo. Isso não acontece em grandes escritórios, por que existe a gestão do conhecimento, já vai existir um modelo, muitas vezes com sistema digital em que basta utilizar palavras-chave para encontrar modelos e basta a análise da aplicabilidade. Nos escritórios menores você vai ter que partir do zero.

Por outro lado, as pequenas estruturas promovem uma bagagem muito grande. Do ponto de vista sistêmico, em um pequeno escritório, pela necessidade de trabalhar com muitas áreas e fazer muitas coisas, você terá uma visão muito maior, mas menos aprofundada. Assim, um grande escritório não será interessante para o advogado que tem interesse em ser um generalista. Se for seu sonho trabalhar em uma pequena cidade e nisso não há problema algum, você certamente deve aprender como funciona um pequeno escritório.

Porém, se você quer ser muito bom em alguma coisa, vai ter que escolher uma área de expertise e um grande escritório te favorecerá, uma vez que somente nessas estruturas você poderá pensar em uma área só e suas sutilezas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *