Diferencial do Empresário Júnior em um escritório

imagem-blog-xl

Ainda sobre a passagem do mentor da Ex Lege Júnior, Mario Ezequiel, na III Semana da Ex Lege:

O Senhor percebe algum diferencial de um empresário júnior dentro de um escritório de advocacia?

No geral, eu percebo, até por que minhas filhas participaram do Movimento Empresa Júnior que elas abriram muito a cabeça. Elas comentavam sobre serviços que tinham que fazer e não sabiam por onde começar, mas que encaravam e faziam um belo trabalho, sem nem mesmo professor, um trabalho que realmente dava certo. Isso só é possível, por que dentro da Júnior os estudantes já começam a praticar as coisas que foram estudadas na faculdade, mas com a autonomia de não possuir a figura do chefe para orientar ou pressionar e na Empresa Júnior não, e você acaba, sempre, recebendo serviços inesperados.

Por exemplo, as diretoras da Ex Lege que sempre estavam trocando e-mails sobre a minha viagem pra cá. Essa vivência lhes dará uma bagagem única, que independente da área que forem trabalhar, seja em um escritório de advocacia próprio, no Ministério Público ou no Judiciário terão um diferencial de experiência que só a vivência poderia oferecer. É a vivência de sair de saia justa, de buscar novas alternativas que não se aprendem no banco da escola. Assim, a Empresa Júnior vai contribuir com o saber técnico e com o saber jurídico, por que é muito rica e realmente complementa o conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *